Quanto custa viajar para a África: os 5 fatores críticos

notas de rands sul-africanos, moeda corrente da África do Sul
4 minutos para ler

Claro que não existe uma resposta única para esta pergunta. Há uma série de fatores que determinam quanto custa viajar para a África.

Compreender esses fatores permite tomar decisões corretas. As suas escolhas terão um impacto direto nos valores do seu pacote e permitem uma estimativa realista sobre os custos da sua viagem.

Neste post, relacionamos os principais pontos que influenciam os custos de uma viagem para a África e como você pode ajustar o sonho ao seu bolso. Boa leitura!

Os 5 fatores críticos na formação do valor do pacote

Imagine um pacote de viagem como um carrinho de supermercado. No final da compra, você paga de acordo com os produtos que escolher nas prateleiras. Os produtos podem ter funções diferentes, quantidades e qualidade ao gosto do freguês e terão influência direta nos valores finais.

Quais são os fatores críticos que elevam ou diminuem o preço do pacote? O que determina quanto custa viajar para a África? Veja abaixo os pontos principais.

1. Destino

Nem todos os destinos possuem o mesmo nível de preços. Destinos mais distantes ou mais remotos normalmente terão passagem aérea e hospedagem mais caros. Dessa forma, hotéis da mesma rede e do mesmo padrão podem ter valores distintos em países diferentes.

Além disso, despesas tradicionais de viagem, como atrações, alimentação e transporte, também variam conforme o destino escolhido.

Concentrar um roteiro em uma mesma área geográfica da África também ajuda a controlar os custos.

2. Sazonalidade

Viajar na baixa temporada, fora do período de férias escolares, por exemplo, sempre é mais em conta.

Para a maioria dos destinos africanos, o inverno ou período de chuvas traz preços melhores, mas também implica em desvantagens. Natal e Réveillon sempre são períodos concorridos, mais caros e mais cheios, bem como feriados e datas festivas, em menor escala.

Combinar períodos de baixa demanda (e menor preço) com boas condições climáticas no destino sempre é a situação ideal!

3. Logística

Na África do Sul, alugar um automóvel pode ser melhor e mais barato do que contratar um tour guiado. Ganha-se não apenas no preço, mas também em flexibilidade, liberdade e autonomia.

Na Tanzânia, uma família pode economizar trocando um voo de curta distância por um transfer terrestre com motorista. Por outro lado, há regiões que alagam no verão e só permitem acesso via aérea.

São apenas exemplos, mas todos os detalhes logísticos influenciam diretamente não apenas o quanto custa viajar para a África, mas também a qualidade do roteiro.

4. Padrão de hospedagem

A África possui excelentes opções de hospedagem que atendem os mais diversos públicos. Desde um rústico camping até a mais luxuosa reserva de safári ou um descolado backpackers ao mais exclusivo resort nas ilhas do Índico.

Entre esses exemplos extremos, existem muitos níveis que atendem a públicos e segmentos diversos. A ACT oferece padrões de hotelaria específicos em seus roteiros.

Adequar o padrão correto a cada perfil é imprescindível para uma viagem equilibrada, tanto sob a ótica dos custos quanto das expectativas referentes aos serviços.

5. Antecedência da compra

Essa é uma regra de ouro para qualquer viagem e ainda mais valiosa para a África. Muitos destinos possuem forte demanda local e internacional, e lotam muito antes da data da viagem.

A programação de compra do pacote com a devida antecedência permite escolher o roteiro de sua preferência, com maior disponibilidade e preços mais baixos. Normalmente, 3 a 6 meses de antecedência são suficientes. Vale lembrar que períodos de alta demanda, como o Réveillon, e determinados destinos muito procurados podem necessitar mais do que esse prazo.

A combinação equilibrada desses fatores é a equação mágica que permite a uma operadora especializada como a ACT oferecer pacotes diferenciados e com preços competitivos.

Em pacotes básicos, esses fatores passam quase desapercebidos. Quando a complexidade do roteiro e o nível de expectativa do cliente são altos, passam a fazer toda a diferença e exigem conhecimento e experiência da operadora.

Compreender que as suas escolhas determinam quanto custa viajar para a Africa é o primeiro passo para transformar o seu sonho em realidade.

Gostou do post? Assine nossa newsletter e mantenha-se informado!

Leia também: Qual a melhor época para viajar para a África?

Os posts ACT são de autoria da equipe Atlantic Connection Travel. Nosso conteúdo é 100% original e tem como base mais de duas décadas de experiência e especialização em viagens no destino África.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Translate »