Especialista em África: Qual o significado para a ACT ?

especialista em África
4 minutos para ler

Hoje em dia, muitas empresas de turismo, bloggers e simpatizantes se intitulam “especialista em África”. Não nos cabe julgar o que a qualificação “especialista” representa para os demais, mas é de suma importância informá-lo o que representa para nós. Este artigo não visa autopromoção, apenas reforça e esclarece o comprometimento da ACT com um padrão diferenciado de qualidade.

1. Experiência profissional

Imagine respirar África do começo ao fim do dia de trabalho, todos os dias, há um quarto de século…em todas as atividades cotidianas da ACT: operações, finanças, vendas, marketing. O ciclo de alargar, aprofundar e repetir as nossas tarefas à exaustão, por mais de duas décadas, leva inevitavelmente a um real acúmulo de experiência.

Entretanto, experiência não é medida de conhecimento. Acredito na experiência quando acompanhada de consistente análise crítica e evolução. Neste caso específico, experiência transforma-se em conhecimento acumulado e sabedoria, verdadeiros diferenciais em qualquer área de atuação.

2. Conhecimento acadêmico

Desfilar um belo currículo acadêmico pode ser absolutamente irrelevante na carreira. Há gênios em diversas áreas de atuação profissional que nunca pisaram numa faculdade, mas como não nasci com nenhum dom, preferi me preparar bem. Minha trajetória acadêmica priorizou uma formação geral como administrador e posterior especialização em gestão do turismo.

Administração de empresas (FGV), economia (FEA/USP), MBA em economia do turismo (FEA/USP) e mestrado em turismo (ECA/USP) com a dissertação “Exploração Turística e Sustentabilidade – as Reservas de Safári na África do Sul”, foram os temas estudados de 1990 a 2005 em minha graduação e pós-graduação, para que pudesse contribuir com a qualificação da ACT como empresa especialista em África.

3. Visitas técnicas

Devido à nossa credibilidade e presença no mercado desde 1996, somos convidados e visitamos de forma espontânea os principais destinos, atrações, reservas de safári, resorts e hotéis da África. São visitas técnicas, conhecidas como site inspections.

Nossas visitas técnicas, plurais em termos de produtos turísticos e repetidas regularmente em determinado intervalo de tempo, são de suma importância para a composição do pacote ideal para cada perfil. Relação direta com a qualidade do roteiro e seleção de fornecedores.

4. Projetos singulares

Priorizamos viagens pessoais e projetos inusitados no continente africano. Isso nos traz uma visão eclética e multifacetada sobre os destinos em que operamos, além de nos colocar em uma posição de vanguarda sobre tudo o que ocorre em termos de turismo na África.

O projeto Agulhas – Alexandria, a travessia terrestre completa do continente africano, é o nosso maior orgulho. Mas não é o único e através de patrocínios da própria ACT e de parceiros, também conduzimos os projetos Peaks of Africa e Islands of Adventure.

5. Residência binacional

Como oferecer a vantagem de ser uma empresa sul-africana, sem perder o DNA brasileiro ? Como possuir um olhar local tanto do produto africano quanto do consumidor brasileiro ? A resposta é simples, a execução complexa: duas empresas e duas residências.

São Paulo e Cape Town. Assim é a nossa realidade há décadas, intercalada por muitas viagens…Foi a fórmula que encontramos para manter nossas raízes brasileiras e buscar a excelência em África, nosso maior objetivo e requisito fundamental para consolidarmos nossa presença em mercados na Europa, Ásia e Oceania.

Conclusão

Respeitamos a concorrência, os sites de reservas online, os jornalistas e profissionais do marketing digital. Dentro de todas as categorias, há excelentes profissionais, tanto especialistas como generalistas. Mas notamos que na mesma proporção em que eles rareiam, os “especialistas” se multiplicam.

Da mesma forma que é importante divulgar os nossos diferenciais, o fazemos de forma absolutamente despretensiosa. Sugerimos que investigue com profundidade quando ouvir o termo “especialista em África”, especialmente ao adquirir um produto no mercado de turismo no Brasil.

Adriano Lucchesi é administrador de empresas (FGV), MBA em economia do turismo (FEA-USP), fundador da Atlantic Connection Travel (1996) e da ACT Afrika Tours & Safaris (2009), operadoras de viagem especializadas em África e Ilhas do Índico, com sedes em São Paulo e Cape Town.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Translate »